Boletim de Monitoramento Agrícola destaca o impacto dos altos volumes de chuva nas lavouras do Rio Grande do Sul

Foi divulgado nesta quinta-feira (21), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Boletim de Monitoramento Agrícola (BMA) relativo ao período de 1º a 15 de setembro. O estudo traz como destaque os altos volumes de chuva no Rio Grande do Sul. Estes impactaram negativamente parte dos cultivos de inverno em diferentes estágios e afetaram a semeadura e o início do desenvolvimento dos cultivos da primeira safra 2023/2024. Em algumas áreas houve acumulados de chuva superiores a 400 mm.

A média diária do armazenamento hídrico no solo favoreceu a semeadura e o início do desenvolvimento dos cultivos de primeira safra na maior parte da região Sul. No entanto, o excesso de umidade, em algumas áreas, causou falhas no estabelecimento das lavouras e prejudicou as operações de adubação.

Com relação ao acompanhamento do Índice de Vegetação (IV), o estudo apontou a melhor condição das lavouras na metade Sul do Paraná e no Oeste de Santa Catarina, com relação aos cultivos de inverno, safra 2023. No Noroeste Rio-Grandense foi observada uma menor frequência de altos valores do IV, comparado aos demais estados. Em todas as regiões o Índice está em queda, em função do avanço da maturação e colheita dos cultivos de inverno e da preparação das áreas para o cultivo da próxima safra.

Publicado mensalmente, o BMA é resultado da colaboração entre Conab, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Grupo de Monitoramento Global da Agricultura (Glam), além de agentes colaboradores que contribuem com dados pesquisados em campo. O Boletim está disponível na íntegra no site da Conab.

Mais informações para a imprensa:
Gerência de Imprensa
(61) 3312-6338/ 6344/ 6393/ 2256
imprensa@conab.gov.br

Posts Relacionados
Preço do milho não deve superar os custos

Existem mais fatores de baixa para o milho De acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica, dificilmente os preços do milho irão superar os custos de produção desta safra. “ (Veja Mais)...