Expoingá espera ultrapassar R$ 1 bi em negócios

Feira agropecuária de Maringá chega aos 50 anos como um espaço que contempla quase todos os setores da economia

O clima é sertanejo, mas na Exposição Agropecuária de Maringá, o mundo agro se estende de uma forma global para todos os setores. Dando uma volta pelos 248 mil metros quadrados do parque de exposições, é possível perceber a variedades de espaços construídos – 47 mil metros quadrados – para expor praticamente tudo o que a região faz e produz. A Sociedade Rural de Maringá (SRM) espera que o evento gere negócios que ultrapassem a casa de R$ 1 bilhão, já atingida em 2023.

A Expoingá, que acontece de 9 a 19 de maio, comemora 50 anos como uma jovem senhora de respeito. Não só pelo sucesso em projetar, ser elo e vitrine para a cadeia agropecuária, mas porque hoje ela reúne representantes de quase todos os setores da economia: agricultura, pecuária, negócios, finanças, entretenimento, tecnologia, ciência e pesquisa, saúde, comércio, indústria, serviços, gastronomia, para pequenos e grandes empreendimentos e empreendedores, e para o público em geral.

A Feira é uma pequena amostra da realidade da região. Maringá fica na Região Centro-Oeste do Paraná, sendo considerada um dos maiores polos agroindustriais do Brasil. Trata-se de um lugar onde todos os setores são diretamente influenciados pelo agronegócio.

Mas a agropecuária é onde tudo começou e onde permanece o foco principal do evento, como faz questão de destacar a presidente da SRM, Maria Iraclézia de Araújo. O segmento da pecuária contará com 18 diferentes raças de bovinos, além de equinos e ovinos e a realização de oito leilões.

Já para a agricultura, serão realizados eventos na área de inovação e tecnologia, ciência, sustentabilidade, conectividade no campo, economia, biotecnologia, entre outros. “Nosso foco é reunir no mesmo espaço tudo o que o produtor rural precisa: crédito, maquinário, veículos, alternativas ao pequeno produtor, casa sustentável, preservação, energia renovável, estruturas públicas estaduais e municipais, e eventos técnicos com temas de interesse do setor”, explica Maria Iraclézia.

Estão previstos mais de 100 eventos técnicos voltados ao produtor rural, técnicos, estudantes e o público da área em geral. Mil e trezentos expositores da agropecuária, indústria, comércio e serviços participam do evento, que também sedia o Hackathon Inova Agro, competição cujo objetivo é encontrar soluções inovadoras e tecnológicas para o setor.

A história dos 50 anos da Expoingá será contada no Agro Museu – museu da agricultura e pecuária, que fica dentro do parque. “A história da exposição está entranhada na história da cidade, que completa 77 anos, e temos orgulho de contar que a agropecuária é protagonista de sucesso”, afirma Maria Iraclézia.

A Exposição conta ainda com uma Arena de Shows e Rodeios com capacidade para 14 mil pessoas, por onde passarão artistas como Jorge e Mateus, Luan Santana e Ana Castela. A feira também traz um palco para a apresentações de música e outras expressões da cultura local.  

Espaço pet, parque de diversões e gastronomia popular e sofisticada também integram a estrutura do evento.

Ação Social

A organização dedicará três dias do evento – 13, 14 e 15 – para ações solidárias e entrada gratuita. No dia 13 de maio, aniversário da cidade, serão arrecadados de alimentos as entidades assistenciais locais, dia 14, produtos de higiene pessoal para instituições mantidas pela Arquidiocese de Maringá, e no dia 15 as doações irão para a campanha SOS Rio Grande do Sul, do governo do Paraná. (serão aceitos alimentos não perecíveis, água, produtos de higiene e limpeza).


Posts Relacionados
Logística atrapalha milho no Sul

A colheita de milho no Rio Grande do Sul acelerou 4% na última semana, mas a logística ainda é um desafio, o que faz com que o mercado não destrave, segundo a TF Agroeconômica. “Merca (Veja Mais)...

Confira como estão os preços da soja

No mercado da soja do estado do Rio Grande do Sul os preços caíram de forma geral, com novos volumes sendo efetuados, segundo informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “As indica (Veja Mais)...