Oferta e clima derrubam preços do milho no Brasil; veja

O valor médio da saca de milho no Brasil foi cotado a R$ 55,99, queda de 1,55% em relação aos R$ 56,88 registrados na semana passada

mercado brasileiro de milho voltou a trabalhar com preços mais baixos durante esta semana.

Segundo a consultoria Safras & Mercado, o aumento da fixação da oferta pelos produtores e a melhoria do clima em regiões que enfrentavam problemas de estimativa, como o sul de Mato Grosso do Sul e o norte do Paraná, atuaram como fatores baixistas nos preços.

Do lado da demanda, os consumidores sinalizam conforto em relação aos estoques e esperam uma queda nos preços mais previstos, em meio ao cenário favorável, de modo geral, ao desenvolvimento da safrinha de milho.

Nas exportações, a participação do Brasil nos quatro primeiros meses do ano mostra-se muito enfraquecida, uma vez que o país vem perdendo espaço para a Argentina no cenário internacional.

Pelo menos no curto prazo, não há grandes perspectivas de mudança nesse quadro.

No cenário internacional, o cenário segue negativo para os preços na Bolsa de Chicago, uma vez que o plantio da safra norte-americana evolui bem e as condições climáticas são mostradas de forma inteligente ao desenvolvimento das culturas de milho.

Preços internos

O valor médio da saca de milho no Brasil foi cotado a R$ 55,99 em 25 de abril, uma baixa de 1,55% em relação aos R$ 56,88 registrados na semana passada.

No mercado disponível ao produtor, o preço do milho em Cascavel, Paraná, recuou 3,39%, de R$ 59,00 para R$ 57,00. Em Campinas/CIF, a cotação caiu 3,94%, de R$ 63,50 para R$ 61,00.

Na região da Mogiana paulista, o preço do cereal caiu para R$ 57,00, representando um declínio de 3,39% em comparação com os R$ 59,00 da semana passada.

Em Rondonópolis, Mato Grosso, a cotação da saca retrocedeu 4,44%, de R$ 45,00 para R$ 43,00.

Já em Erechim, Rio Grande do Sul, o preço aumentou 1,59%, de R$ 63,00 para R$ 64,00 na venda.

Em Uberlândia, Minas Gerais, o preço na venda subiu 1,85%, de R$ 54,00 para R$ 55,00 por saca. E em Rio Verde, Goiás, o preço retrocedeu 2,08%, de R$ 48,00 para R$ 47,00 na venda.

Exportações

As exportações de milho do Brasil receberam receita de US$ 14,007 milhões em abril (15 dias úteis), com uma média diária de US$ 933,9 mil. A quantidade total de milho exportada pelo país foi de 34.235 milhões de toneladas, com uma média de 2.282 milhões de toneladas por dia. O preço médio da tonelada ficou em US$ 409,20.

Em relação a abril de 2023, houve uma queda de 88,5% no valor médio diário da exportação, uma queda de 91,3% na quantidade média diária exportada e uma valorização de 31,5% no preço médio.

https://www.canalrural.com.br/agricultura/milho/oferta-e-clima-derrubam-precos-do-milho-no-brasil-veja/


Posts Relacionados
Preço do milho não deve superar os custos

Existem mais fatores de baixa para o milho De acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica, dificilmente os preços do milho irão superar os custos de produção desta safra. “ (Veja Mais)...