Publicado preço mínimo de trigo para a safra 2024/2025

Os preços mínimos para trigo em grãos e sementes do cereal para a safra 2024/2025 foram atualizados. Os novos valores foram publicados no Diário Oficial desta quarta-feira (3) e são fixados pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), de acordo com a proposta enviada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) ao Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa). Os preços serão utilizados como referência nas operações ligadas à Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), que visa assegurar uma remuneração mínima aos produtores rurais.

De acordo com a Portaria do Ministério da Agricultura e Pecuária nº 688, os preços mínimos para o trigo pão tipo 1 cultivado na região sul apresentam queda de 10,55% em relação ao ciclo 2023/2024, no Sudeste a redução é de 11,55%, enquanto que no Centro-Oeste e na Bahia a queda é de 15,75%. Já para a semente de trigo, o preço mínimo acompanha a diminuição de 10,55% estabelecida para os estados do sul do país.

Um importante fator para o cálculo da proposta de preço mínimo continua sendo o custo de produção. De acordo com os levantamentos da Companhia, a queda acompanha a redução dos custos variáveis que foram afetados, principalmente, pelos menores preços dos fertilizantes e defensivos agrícolas.

Os preços mínimos são definidos antes do início da safra seguinte e servem para nortear o produtor quanto à decisão do plantio, além de sinalizar o comprometimento do Governo Federal em adquirir ou subvencionar produtos agrícolas, caso seus preços de mercado encontrem-se abaixo dos preços mínimos estabelecidos.

Acesse aqui a Portaria publicada no DOU e confira mais informações sobre os preços mínimos divulgados.

Mais informações para a imprensa:
Gerência de Imprensa
(61) 3312-6338/ 6344/ 6393/ 2256
imprensa@conab.gov.br 

Posts Relacionados
Preço do milho não deve superar os custos

Existem mais fatores de baixa para o milho De acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica, dificilmente os preços do milho irão superar os custos de produção desta safra. “ (Veja Mais)...